Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

se estou louca...são coisas minhas...



Se vejo uma flor imensa num fogo cuspido para o ar e que queima tudo à sua volta, se sinto a minha força nessa enorme flor, se estou siderada na sua luz amarela, e se cega por esta refulgente luz, não vejo mais nada.... se sei que este fogo queima mais do que qualquer outro, se já o provei e entrei, e se quero entrar novamente de frente nesta fogueira que grita por mim. Se quero entrar e cair, para voltar cheirar o odor dessa enorme flor ,antes que desapareça e se tranforme só em fumo, se desejo sentir o toque do desfolhar de cada pétala, que se forma nas ondas de fogo matizado de amarelo vivo...
se estou louca .... são coisas minhas....
se não me atemoriza sofrer queimaduras de flor, que não vão sarar nunca mais, que deixarão marcas para sempre gravadas na minha cara , no meu corpo ...na minha vida, visíveis até a quem nunca nada vê. Se a belíssima flor de fogo me vai marcar para sempre, e depois morrer comigo, perpetuada outra vez em mim, e se eu desejo entrar nessa fogueira que conheço e que certamente me queima... entro ...porque,
Se estou louca... são coisas minhas....
Se não tenho medo dessa dor, ou do ardor do fogo que me vai tornar nas cinzas que um dia vão poder voar sem aprender.
Não peço a ninguém que salte esta fogueira comigo, não pedirei a ninguém que mergulhe de cabeça nesta ardente flor, não chamo ninguém, porque ninguém me vai ouvir, porque não quero que alguém me oiçam crepitar...

se estou louca ...são coisas minhas ...
Se sou livre de entra e cair, a culpa é minha...se estou louca por me esbrasear outra vez .... é só uma coisa minha...
E, morro sem nunca te explicar o que passa pela minha cabeça , e queimo-me em chamas de pétalas de flor, sem nunca saberes o que dentro de mim floresce todos os dias... e morro a pensar que não sei o que pensas ...sem saber se também tu, não tens medo desta bela e enorme flor de fogo, cuspida assim na sua beleza que só eu vi.... e sozinha desfolho esta flor em que entro ...
se estou louca... é coisa minha ...só minha...
E se só vejo a vida desfolhando-a , rasgando e abrindo pétala a pétala esta flor ardente....vivo...morrendo
se estou louca ...

é uma
coisa minha, tão só minha...

Teresa Maria Queiroz/ Abril 2009

publicado por ampulhetas1 às 21:49
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 6 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. subida

. não há cura...

. harmonioso caminho

. caleioscópio

. rosto perdido

. desafinar sem querer

. se estou louca...são cois...

. morte lenta

. rabiscos de fùria...

. noiva de plástico

.arquivos

. Abril 2009

. Março 2009

.favoritos

. outro dos filmes....

. rever

. Um dia de trabalho...

. Foste feita para mim...

. AMOTE

. café

. Parece que o dono deste c...

. ENCONTRO A HISTÓRIA DEVID...

. AS COISAS QUE ESCAPAM

SAPO Blogs

.subscrever feeds